Dieta de 21 Dias | Por que Fazer, Conheça os Pós e Contras

Emagrecimento não é milagre e sim muito trabalho duro.

Acordar cedo todos os dias para passar horas na academia e corta o carboidrato das refeições e até gastar uma boa grana em tratamentos estéticos, mesmo assim, parece que seu corpo não está a fim de queimar as gorduras extras. Não é só questão de contar calorias, o corpo precisa de fontes energéticas adequadas e mudanças fisiológicas para perder peso.

Muitas vezes, as pessoas adotam dietas e seguem rotinas fitness sem saber que estão retardando o metabolismo. Nós comentemos alguns erros e isso q tem q ser reparado. Com tantos modelos de dietas que prometem estimular o emagrecimento e melhorar a saúde, pode ficar meio complicado saber quais deles realmente podem trazer bons resultados.

Por isso, antes de pensar em escolher um deles, é sempre bom conhecer como o método em questão funciona. Sendo assim, vamos conhecer melhor um desses planos: a dieta de 21 dias.

Como funciona a dieta de 21 dias?

A autoria do programa alimentar é creditada ao especialista em naturopatia Rodolfo Aurélio, que também é formado em fisioterapia, microfisioterapia e osteopatia. No site oficial do método, ele é apresentado como uma dieta que não faz com que a pessoa passe fome, não obriga a se livrar de alimentos deliciosos e não exige a prática de exercícios monótonos e chatos.

Entre as suas promessas estão: a eliminação de 5 a 10 kg em 21 dias, a aceleração do metabolismo, a melhoria dos níveis de colesterol, a diminuição da celulite, a redução de dois ou três tamanhos do número da calça que veste, a melhoria do tônus muscular, o aumento da beleza e da saúde dos cabelos, unhas e pele e a elevação do foco e da energia.

Para o autor da dieta de 21 dias, o aumento de peso pode acontecer por cinco motivos: a obtenção de informações erradas sobre o ganho ou perda de peso, a inflamação celular, o costume de contar calorias para comer menos, exercitar-se demais, e o fato da pessoa saltar de dieta para dieta sem obter resultados ou por não seguir nenhum tipo de plano de ação detalhado passo a passo.

Rodolfo prega que se a inflamação celular for combatida, será possível perder peso, queimar gorduras, acelerar o metabolismo, impedir que a gordura retorne ao corpo e ter uma vida mais longa e saudável.

Ele explica que a inflamação surge em decorrência do consumo de comidas que ele chama de incorretas. Rodolfo também afirma que quando ganha a inflamação ganha espaço no corpo, ele passa a acumular gordura com maior facilidade e tem mais dificuldade do que o normal para queimar essa gordura.

O programa vem com quatro manuais: o manual de introdução, o manual de reprogramação de crenças, o manual da dieta e o manual dos exercícios físicos.

Em relação à atividade física, o método promete apresentar uma forma de malhar somente 10 minutos por dia durante três vezes por semana para queimar gordura e tonificar o corpo.

Além dos manuais, o programa traz um protocolo que promete fazer com que o efeito sanfona nunca mais seja experimentado e um livro de receitas com sugestões do idealizador Rodolfo Aurélio.

Os alimentos propostos no cardápio da dieta de 21 dias são funcionais, proporcionam maior energia, carregam um número menor de calorias e possuem propriedades que são positivas para o emagrecimento.

 

Veja o depoimento abaixo, e tire algumas dúvidas.


 


➡ Você Sabe Qual a Taxa de Inflamação Celular do Seu Corpo? ⬅

Tem a Dieta de 21 dias dos Estados Unidos

 

Chamada de The 21 Day Weight Loss Breakthrough Diet pelo site do Doctor Oz, médico que tem um programa chamado The Doctor Oz Show na televisão americana, o método traz a promessa de que o praticante consegue perder peso, sentir-se energizado e diminuir os seus riscos de desenvolver doenças crônicas.

Para que isso aconteça, o programa alimentar consiste no consumo de principalmente fontes vegetais de proteínas ao longo dos 21 dias de duração da dieta. O almoço e o jantar devem ser compostos por esses tipos de alimentos. Alguns exemplos deles são: grãos, tofu, tempeh e sementes.

De acordo com o Doctor Oz, evitar o consumo de carne pode ajudar a reduzir a quantia de calorias e gorduras saturadas que é consumida, além de prevenir problemas como doenças cardiovasculares, diabetes e obesidade.

As refeições devem ser completas ainda por uma quantidade não limitada de vegetais sem amido, que são pobres em calorias e carboidratos e ricos em vitaminas e fibras. Eles podem ser refogados ou temperados com azeite de oliva. A quantidade diária que deve ser utilizada do azeite é de duas colheres de sopa.

No entanto, isso não significa que a pessoa fica sem comer carne durante toda a dieta – na realidade, o método permite o consumo de proteína animal como ovos, peixes, carne vermelha e aves duas vezes a cada semana.

O plano ainda determina que cada dia seja iniciado com o chá oolong (chá tradicional chinês). A justificativa do Doctor Oz é que já foi provado que a bebida estimula o metabolismo, algo que ajuda a emagrecer porque torna o processo de queima de calorias e gorduras mais eficiente, além de aumentar o alerta mental.

Ainda falando do café da manhã, outra indicação para a dieta de 21 dias é comer metade de um abacate, alimento que possui gorduras saudáveis e foi associado a benefícios como auxílio ao emagrecimento, diminuição dos níveis de colesterol, redução dos riscos de câncer de mama e melhoria da aparência da pele e das unhas, segundo informou o Doctor Oz.

 

O que não pode e o que mais deve ser reduzido

 

Produtos como adoçantes artificiais, açúcar e alimentos processados não são liberados na dieta de 21 dias. Além disso, o método determina que a ingestão de café seja limitada a uma xícara, que deve ser adoçada com leite de nozes e stevia.

Já os produtos laticínios como o leite e os queijos só podem ser ingeridos duas vezes a cada semana durante a dieta de 21 dias. Por sua vez, alguns condimentos são permitidos no programa alimentar como o vinagre balsâmico, molho de soja com baixo teor de sódio e água gaseificada. Porém, eles devem ser utilizados em pequenas quantidades.

O programa alimentar também recomenda fazer três lanches ao longo do dia para abastecer o metabolismo e permanecer saciado nos períodos de intervalos entre as refeições. Esses lanches devem conter fontes de gorduras saudáveis e entre os alimentos indicados para esses momentos estão: nozes, manteiga de nozes, frutas e vegetais sem amido.

Conheça cardápio da dieta de 21 dias

 

Vamos agora conhecer como fica o cardápio da dieta de 21 dias, proposto pelo Doctor Oz:

⇒ Café da manhã

Ele deve começar com o chá oolong e ser completado por fontes de fibras e gorduras saudáveis. É aí que o abacate entra, podendo ser consumido acompanhado de uma fatia torrada integral ou uma porção de chia.

⇒ Lanche da manhã

Deve trazer uma porção de fruta, que pode ser uma fruta média como uma maçã ou uma xícara de frutinhas vermelhas, por exemplo.

⇒ Almoço e jantar

Juntas, as refeições devem trazer três porções de fontes vegetais de proteínas diariamente. Entre as opções estão:

  • 1 xícara de feijão ou legumes como lentilhas, edamame, feijão preto, feijão branco, feijão carioca, feijão azuqui e feijão manteiga, por exemplo;
  • ¼ de bloco de tofu;
  • 1 xícara de tempeh;
  • 2 colheres de sopas de sementes como chias, sementes de abóbora, linhaça e sementes de cânhamo.

Existe ainda a alternativa de substituir uma das porções de proteína vegetal por uma porção de proteína animal, entretanto, isso deve ocorrer somente duas vezes a cada semana, como já explicado aqui.

Como já vimos acima, a quantidade de vegetais sem amido é ilimitada e eles podem ser refogados ou temperados com azeite de oliva. Alguns exemplos desses vegetais são:

 

  • Alcachofra;
  • Aspargo;
  • Rebentos de bambu;
  • Beterraba;
  • Couve-de-bruxelas;
  • Brócolis;
  • Repolho;
  • Couve-flor;
  • Aipo;
  • Pepino;
  • Berinjela;
  • Rúcula;
  • Chicória;
  • Couve;
  • Endívia;
  • Alface;
  • Escarola;
  • Espinafre;
  • Nabo;
  • Agrião;
  • Alho-poró;
  • Cogumelo;
  • Quiabo;
  • Cebola;
  • Tomate;
  • Vagem de ervilha;
  • Rabanete;
  • Rutabaga (couve-nabo);
  • Espaguete de abóbora;
  • Acelga;
  • Castanha de água;
  • Abobrinha.


⇒ Lanches ao longo do dia

Eles podem trazer uma porção de frutas (uma fruta média ou uma xícara de frutinhas vermelhas, por exemplo), quantidade à vontade de vegetais sem amido e 30 g de nozes como amêndoas, pistache e nozes de nogueira ou uma colher de sopa de manteiga de nozes como manteiga de amêndoas ou manteiga de castanha de caju.

Itens que devem ser consumidos diariamente

Existem algumas comidas e bebidas que devem ser consumidas todos os dias no cardápio na dieta de 21 dias. São elas:

  • 2 xícaras de chá oolong;
  • ½ abacate;
  • 1 porção de grãos integrais;
  • 3 porções de proteína vegetal;
  • Quantidade ilimitada de vegetais sem amido;
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva;
  • 2 porções de fruta;
  • 30 g de nozes ou 1 colher de sopa de manteiga de nozes.

Cuidados com a dieta de 21 dias

Antes de seguir qualquer programa alimentar, o que inclui a dieta de 21 dias do Brasil ou dos Estados Unidos, verifique com um nutricionista se o método é realmente apropriado para o seu caso, tendo em vista não somente os seus objetivos, como também sua rotina e estilo de vida e, principalmente, a sua saúde.

Isso é importante porque além de atingir os objetivos e escolher um plano que de adapte à sua rotina e não seja muito difícil de ser seguido, é fundamental que o programa em questão forneça os nutrientes e a energia que o seu organismo necessita para funcionar direitinho e não cause prejuízos para a sua saúde.

Ainda que os modelos da dieta de 21 dias que conhecemos aqui tenham sido apresentadas por um médico e por um especialista em naturopatia, isso não significa que ela é adequada para todas as pessoas. Isso porque cada organismo funciona de uma maneira e apresenta características e necessidades diferentes. Portanto, o que funciona para uma pessoa dos Estados Unidos pode não funcionar para você.

Avalie ainda se vale a pena pagar por um programa alimentar no lugar de investir o dinheiro em um cuidado individualizado para você com um bom nutricionista. Mesmo que o método prometa milhares de benefícios, se ele não oferecer um acompanhamento específico com bons profissionais de saúde, não há como garantir que ele seja eficiente, já que as suas particularidades não estarão sendo levadas em consideração.

 


Tem mais alguma dúvida? Veja mais depoimentos abaixo